Consequências

O nível global do mar subiu cerca de 20 centímetros no último século, sendo que a taxa dobrou nas últimas duas décadas.

Cinco dos anos mais quentes já registrados ocorreram desde 2010 - 2016 foi o mais quente.

Algumas evidências listadas pela NASA explicam a causa de tais eventos extremos:

Há milhares de anos, as emissões de dióxido de carbono não estiveram acima do nível ultrapassado em 1950 (300 partes por milhão)(1);

É extremamente provável (mais de 95%) que a atual tendência ao aquecimento global é resultado da atividade humana(2);

A temperatura média global subiu cerca de 0,9° Celsius desde a revolução industrial, em grande parte o aquecimento ocorreu nos últimos 35 anos(3);

Cinco dos anos mais quentes já registrados ocorreram desde 2010 (2016 foi o mais quente)(4);

Entre 1993 e 2016, a Groelândia perdeu cerca de 281 bilhões de toneladas de gelo e a Antártica perdeu 119 bilhões de toneladas por ano(5);

Geleiras estão diminuindo em quase todos os locais do mundo (Alpes, Himalaias, Andes, Rochosas, Alasca e Africa) (6);

O nível global do mar subiu cerca de 20 centímetros no último século, sendo que a taxa dobrou nas últimas duas décadas (7);

A acidez da superfície dos oceanos aumentou em aproximadamente 30% (8). A quantidade de dióxido de carbono absorvida pela camada superficial dos oceanos está aumentando em cerca de 2 bilhões de toneladas por ano (9);

O Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas(10) alerta que temos até 2030 para manter o aquecimento global em um máximo de 1,5° C e evitar uma crise ambiental catastrófica, além da qual o planeta enfrentará um índice significativamente maior de secas, enchentes, calor extremo e pobreza para milhões de pessoas. Os cientistas clamam por mudanças urgentes e sem precedentes.
 

Referências:

1. Vostok ice core data/J.R. Petit et al.; NOAA Mauna Loa CO2 record
2.    IPCC Fifth Assessment Report, Summary for Policymakers
3.    https://www.ncdc.noaa.gov/indicators/
http://www.cru.uea.ac.uk/cru/data/temperature
http://data.giss.nasa.gov/gistemp
4.    https://www.giss.nasa.gov/research/news/20170118/
5.    https://www.jpl.nasa.gov/news/news.php?feature=7159
6.    National Snow and Ice Data Center World Glacier Monitoring Service
7.    R. S. Nerem, B. D. Beckley, J. T. Fasullo, B. D. Hamlington, D. Masters and G. T. Mitchum. Climate-change–driven accelerated sea-level rise detected in the altimeter era. PNAS, 2018 DOI: 10.1073/pnas.1717312115
8.    http://www.pmel.noaa.gov/co2/story/What+is+Ocean+Acidification%3F
http://www.pmel.noaa.gov/co2/story/Ocean+Acidification
9.    C. L. Sabine et.al., “The Oceanic Sink for Anthropogenic CO2,” Science vol. 305 (16 July 2004), 367-371 Copenhagen Diagnosis, p. 36.4
10.     IPCC - Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas. Relatório Especial n° 15. Outubro de 2018